quinta-feira, 10 de maio de 2007

Papa-móvel, povo imóvel

Paulo Werneck

A srta. J. trabalha em São Paulo, Capital, próximo à sua residência, mas, mesmo antes do Sumo Pontífice chegar à metrópole, gastou mais 45 minutos para chegar ao trabalho, devido aos inúmeros bloqueios das vias públicas, tempo esse próximo ao da viajem de Sampa para o Rio, onde veio resolver um problema e aproveitou para almoçar comigo.

O que ocorrera quando da vinda de Bush filho, ocorreu com o Papa, ai! Será que quando o nosso presidente vai aos steitis, fecham a Quinta Avenida?

Se é para o povo ver o visitante, que ele conceda uma audiência pública no Estádio Municipal, de modo a que todos que o desejarem possam observá-lo demoradamente, ou até mesmo ouvir algumas palavras, mas para transitar, que o faça de helicóptero, sem atrapalhar toda a população laboriosa, ou não.<

Será que São Paulo pode parar?

Um comentário:

Ju disse...

Papai, manda as receitas!
Beijos,
Srta. J